Postagem em destaque

As Metáforas das Tamareiras

POR VANDI DOGADO  Certa vez ouvi de um palestrante a belíssima lenda de origem árabe que diz: “quem planta tamareira não colhe tâmaras”. Um afoito espectador na plateia interrompeu-o, erigindo a mão direita e, sem aguardar o devido consentimento, logo emendou em tom elevado e extenso: Mas, pooorqueeeee, senhor? O palestrante como se já esperasse o questionamento manifestou um incógnito sorriso e elucidou que a tamareira leva aproximadamente 100 anos para produzir frutos, ou seja, se considerarmos que a plantemos aos 20 anos de idade, teríamos de viver 120 anos para colher suas tâmaras. Considerei o provérbio esplêndido, porque dele se podem extrair nobres ensinamentos de linguagem e de sapiência. Primeiramente, se tomarmos a expressão no sentido denotativo, defrontemo-nos com uma típica falácia, pois, ainda que naquela época a expectativa de vida fosse baixa, haveria exceções para qualquer ser humano que plantasse a árvore antes dos vinte anos. Por exemplo, se uma criança de 10 anos

Diferença entre felicidade e sucesso


POR VANDI DOGADO

Caros leitores, há algumas confusões que não nos permitem avançar adequadamente em nossos projetos pessoais e profissionais. Uma delas consiste na sutilidade significativa entre FELICIDADE e SUCESSO, deixo claro que este último não se refere à fama, mas às conquistas almejadas por nós. Algumas religiões orientais afirmam que se o sujeito eliminar os desejos, consequentemente, eliminará os sofrimentos. Bem da verdade é que sofremos pela ausência de algo que queremos: comprar uma casa ou um carro, casar ou encontrar o parceiro ideal, ter uma carreira digna ou ter filhos, possuir um corpo ideal ou melhorar a saúde, etc. 
Talvez, eliminar os problemas possa subtrair a realização de projetos e conquistas pessoais. Presumo que o ideal seria eliminar primeiramente os desejos impossíveis e depois buscar os desejos alcançáveis (Aqui, se deve ter cuidado com otimismo ou pessimismo exacerbados), colocando as prioridades à frente do desejável. De antemão aviso que a vida não é fácil e quem não estiver comprometido em oferecer o melhor de si em qualquer situação poderá não lograr êxito em seu caminho. É notório que muitas pessoas em vez de estudar para conquistar respeito profissional ficam nas “asas” do Poder Público à procura de emprego. É claro que se o indivíduo passou em concurso ou foi chamado pela sua competência para ocupar um cargo é plenamente aceitável.
Duas dicas importantes para quem quer ter sucesso é não gastar mais do que ganha e investir em formação acadêmica, porém, para que isto ocorra deve haver um minucioso planejamento, mas antes de tudo, precisa haver a vontade ou o querer melhorar, pois se a pessoa não quiser, não há o que fazer para evitar o fracasso. Lembrando que o fracasso parcial ocorrerá diversas vezes em nossas vidas, por isso, “perseverança e flexibilidade” são vocábulos fundamentais para a vitória. Mencionei algumas dicas para obter sucesso na vida, todavia não citei a diferença entre felicidade e sucesso. Então: sucesso é o que queremos e felicidade é o que temos, muitos se dizem infelizes porque não têm o que desejam; no entanto, isto é não saber viver. Devemos buscar o sucesso sem confundi-lo com a felicidade que é poder ter saúde, paz e amor; ou seja, poder abraçar, beijar, ajudar e valorizar as pessoas que amamos, aproveitando cada momento da vida. Mesmo na doença e na guerra é possível “lutar” incansavelmente pela paz e pela cura. O ser humano deve ser avaliado não por sua inteligência, cargo ou status que possua, mas pelo caráter e comprometimento com a Vida.

PARCEIROS

Postagens mais visitadas deste blog

Por que o Brasil possui 2,5 milhões de casos a menos e 43 mil mortes a mais por Covid-19 do que a Índia?

A Vacina Chinesa é realmente Perigosa?

Quem é o misterioso escritor Tales Niechkron que despertou a fúria da extrema-direita no Brasil?

Total de visualizações de página