Postagem em destaque

As Metáforas das Tamareiras

POR VANDI DOGADO  Certa vez ouvi de um palestrante a belíssima lenda de origem árabe que diz: “quem planta tamareira não colhe tâmaras”. Um afoito espectador na plateia interrompeu-o, erigindo a mão direita e, sem aguardar o devido consentimento, logo emendou em tom elevado e extenso: Mas, pooorqueeeee, senhor? O palestrante como se já esperasse o questionamento manifestou um incógnito sorriso e elucidou que a tamareira leva aproximadamente 100 anos para produzir frutos, ou seja, se considerarmos que a plantemos aos 20 anos de idade, teríamos de viver 120 anos para colher suas tâmaras. Considerei o provérbio esplêndido, porque dele se podem extrair nobres ensinamentos de linguagem e de sapiência. Primeiramente, se tomarmos a expressão no sentido denotativo, defrontemo-nos com uma típica falácia, pois, ainda que naquela época a expectativa de vida fosse baixa, haveria exceções para qualquer ser humano que plantasse a árvore antes dos vinte anos. Por exemplo, se uma criança de 10 anos

Resenha do livro O Templo de Aiakos do Blog Entre Resenhas

POR Blog Entre Resenhas
“Após assassinar os próprios pais, Peter Butller recebe uma grande fortuna e constrói um complexo prédio subterrâneo, que nomeia de O Templo de Aiakos, em homenagem a um dos filhos de Zeus. Obcecado em tornar-se um gênio, Butller sequestra um neurocientista ganhador do Prêmio Nobel, uma psicóloga, três crianças excepcionais, três jovens com alto QI, um decifrador de códigos da CIA e um agente do FBI, com o objetivo de realizar experiências científicas e criar a Pílula da Inteligência.
Além das terríveis experiências, ocorrem misteriosos e brutais assassinatos no Templo Aiakos.
Quem parece não estar envolvido, às vezes, é o principal responsável pelas mortes, sendo muito difícil no decorrer da leitura desvendar quem é o protagonista e quem é o antagonista. Todavia o autor oferece dicas por meio de características psicopatológicas, de forma a que o leitor atento possa descobrir quem está envolvido nos crimes. Há, ainda, uma poderosa sociedade secreta controlando os criminosos de O Templo de Aiakos. 
Este é um livro para quem aprecia um enredo complexo e possui nervos fortes para aguentar os impactos emocionais. Apesar de ser um livro de suspense e mistério, traz duras críticas à ciência contemporânea. 
Resenha:
O início da leitura foi bem tranquila, o autor narra a vida cotidiana da família Butller, uma família milionária, aparentemente normal e feliz, mas assim que vamos nos aprofundando na leitura começamos a notar o quanto o personagem Peter Buttler um dos filhos de Brake Buttler e Lara Liza tem uma personalidade perturbadora. Apesar de ser amado por seus pais e irmão, Peter sempre se sentia inferiorizado e rejeitado, aficionado por seu laboratório e com uma fixação doentia para encontrar alguma fórmula capaz de torná-lo um gênio, depois de ter seu laboratório retirado de casa por seu pai, Peter se revolta e assassina sua família de maneira brutal.Passado dez anos e com o caso do assassinato da família arquivado sem solução e completando a maioridade, Peter sai da casa de sua tia onde vivia depois do crime para receber sua herança e volta para sua casa, constrói um misterioso templo subterrâneo dando o nome de Aiakos – homenagem a um dos filhos de Zeus, coloca em prática seu plano perturbador de se tornar um gênio usando cobaias humanas para a criação da pílula da inteligência, mas, não é só Peter que está em busca da criação dessa pílula, mas também outra organização chamada Rátio, tendo como integrantes membros poderosos do governo dos Estados Unidos. Quando li na sinopse que para ler esse livro seria necessário nervos de aço confesso que duvidei um pouco, mas, assim que me enredei pela trama me deparei com cenas bizarras, assustadoras e quase reais vividas pelos personagens sequestrados, realmente, para ler O Templo de Aiakos necessitamos ter nervos de aço.
O Templo de Aiakos é uma narrativa intrincada, onde nada é o que parece ser, além das experiências bizarras, o autor apresenta assassinatos misteriosos e brutais, reviravoltas surpreendentes e personagens um tanto quanto sinistros.
É uma história tingida de sangue e mistérios que envolve um neurocientista, uma psicóloga chamada Allana Carter – que aparentemente parecia doce (só aparentemente) e seu namorado Patrick , crianças especiais e adolescentes com QI acima da média, todos sequestrados e mantidos presos no Templo de Aiakos por Peter Buttler para suas experiências. É uma leitura tensa, cada página um frio na barriga esperando o que pode vir pela frente dentro do Templo assustador.
Gostei da escrita do autor, uma trama bem construída, ele soube manter o suspense até o final da história, soube encaixar com perfeição os acontecimentos e assim parte do mistério começa a ser revelado. Nos deparamos também com uma crítica sutil com relação à ciência moderna e nos deixa pensativos sobre até onde se pode ir em nome da ciência, o que é certo ou errado, o permitido e o proibido…
E agora nos resta esperar pela segunda parte desse Thriller frio e assustador para saber o que a Rátio pretende fazer com o perspicaz agente da CIA Patrik Monks.
A capa está linda, passa uma sensação de mistério e perigo como toda história. A edição está perfeita como sempre, a Editora Chiado está de parabéns.
Título: O Templo de Aiakos – Parte 1
Autor: Vandi Dogado
ISBN: 978-989-51-1597-6 
Gênero: Ficção/Suspense 
Páginas: 278 
Editora: Chiado 


Leia à vontade. Mais de 1 milhão de eBooks Saiba mais
Leia de graça
OU
OU
Entregar no seu Kindle ou em outro dispositivo

Comentários

PARCEIROS

Postagens mais visitadas deste blog

Por que o Brasil possui 2,5 milhões de casos a menos e 43 mil mortes a mais por Covid-19 do que a Índia?

A Vacina Chinesa é realmente Perigosa?

Quem é o misterioso escritor Tales Niechkron que despertou a fúria da extrema-direita no Brasil?

Total de visualizações de página